quinta-feira, 22 de julho de 2010

"Eu sei que vou te amar"

  Naquele palco vazio, naquela platéia barulhenta ele começou a cantar:
"Eu sei que vou te amar

Por toda a minha vida
Eu vou te amar...". Todos calaram-se e começaram a ouvir a voz divina do cantor, que para muita gente era desconhecido. Enquanto a bela voz soava livre pela multidão, o dono desta, lembrou-se do amor de sua vida que o deixara para decidir o seu futuro, onde nunca mais a vira.
  Com toda a sua emoção ele continuou a cantar com os olhos fechados, reatando a única imagem que sobrara em sua mente, onde todas as noites ele imaginava ve-la, pelo menos uma última vez.
  Até que ao abrir os olhos, ele a enxerga no meio da platéia. O mesmo rosto. O mesmo sorriso. Depois de tanto tempo ele lembrou de tudo o que passou com a amada num olhar nos olhos. Naquele momento ele esqueceu de todo o sofrimento que passou nas noites frias, todas as lágrimas... E começou a cantar ainda mais forte do que a primeira vez, colocando toda sua felicidade na canção, para que sua amada o ouvisee.