terça-feira, 1 de março de 2011

Os encantos de Glee.

 Jovens em que estão descobrindo o que são e o que querem fazer no resto de suas vidas, desabafando, se inspirando e principalmente, cantando essas milhares e maravilhosas músicas em que existem no mundo de hoje. Tudo isso se refere a série Glee, exibida nas quartas-feiras às 22 horas no canal da Fox.

 Glee é um clube de escola, em que reúne adolescentes formando um grupo de canto, comandado pelo professor Will Schuester. Juntos eles fazem um show de perfomaces e comédia ao longo dos capítulos. Os integrantes unem a música com o seu próprio eu, fazendo com que, juntos, se tornem um só, formando uma só família. Voltado mais para o público adolescente - não deixando de lado os adultos -, ele dá ênfase aos sonhos, dizendo sempre para não parar de acreditar e à lutar por eles. A adolescência é a época certa em que isso acontece, começamos a sonhar e a ter coragem para a realização deles.


 A série envolve personagens com os mais diferentes tipos e raças, fazendo com que, cada um aprendam com as experiências de seus colegas. Uma comédia que é impossível não rir, também tem seus momentos sérios, relatando assuntos do cotidiano da vida dos adolescentes e alunos, como o bullying, a gravidez na adolescência, a popularidade, a bebida etc.

 Além da divergência de personagens e personalidades, ela envolve o amor nos vários tipos de ângulos e significados. Como o amor carinhoso de uma mãe ou de um pai, o amor heterossexual e também, o amor entre homossexuais. Glee é atual e envolve os mais variados tipos de relacionamentos, colocando vários casos em que ocorrem na vida dos adolescentes, como também, na vida de professores, pais, adultos, crianças...

 Comecei a assistir Glee no meio do ano passado e, desde então, não paro de acompanhar os episódios dessa incrível série. O que me encanta são as músicas cantadas por eles - como um cover - e a emoção em que passam para os meus olhos e invadem, tomam conta da minha cabeça. Além também, de conter personagens incríveis, super engraçados, queridos e também de conter uma história de se aplaudir de pé. É difícil dizer o que mais faz querer cantar as músicas todos os dias e à assistir aos capítulos.
 
 A série Glee começou no ano de 2009 e hoje em dia, faz muito sucesso entre os jovens e adolescentes. Os principais integrantes de Glee fazem shows e já estão com as agendas lotadas até o meio do ano. Pena é que não tem data prevista para uma visitinha aqui no Brasil.
 
 
 Eu assino e recomendo essa série maravilhosa para todos vocês. Quando comecei a assistir, despertei a música em mim, tanto que até já achei minha própria música. Quando estou nervosa ou sozinha, eu simplesmente procuro alguma canção em que apareceu na série e começo a cantar. O convite para assistir Glee não vale só para os adolescentes, vale também para os adultos. Porque no clube, há várias músicas antigas convertidas numa versão, digamos que mais moderna - como "Don't Stop Believin'", que já se tornou como um hino da série -, mas sempre não se desfazendo do som original que é tão bom de se relembrar. O ótimo é que nós, adolescentes, passamos a conhecer também essas canções tão belas e encantadoras que fizeram sucesso no tempo de nossos pais.

Os produtores de Glee estão de parabéns, tanto nas adaptações de algumas músicas, como pelo elenco e principalmente, pela história que faz com que fiquemos viciados. Uma história em que passa uma extrema e importante mensagem de que, não importa se você é magro ou gordo, esperto ou burro, heterossexual ou homossexual, ou se é saudável ou não, você é como todo mundo que habita o globo terrestre. E se alguma vez você se sentir triste ou mesmo com raiva, cante bem alto para que todos possam ouvir o teu protesto, isso com certeza irá te aliviar e te dará forças para continuar teu caminho e a não parar de acreditar nos seus sonhos.

PorBella

Don't Stop Believin'