segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Resenha: "A menina do Vale" - Bel Pesce

Sem dúvidas "A menina do vale" foi um dos livros mais inspiradores que li este ano. Quem não conhece a autora, vai se tornar fã e vai até pensar em imprimir uma foto dessa forte brasileira como inspiração de cada dia. Bel Pesce nasceu em São Paulo e é gente como a gente. A diferença é que ela seguiu seus sonhos e não desistiu (e não desiste) nunca. Com apenas 24 anos, Bel já estudou no famoso Massachusetts Institute of Technology (MIT) e, durante a faculdade, trabalhou na Microsoft, Google e Deutsche Banks. Além de ter terminado vários outros cursos para sua especialização (engenharia elétrica, ciências da computação, administração e etc.), já "liderou três times de engenheiros na companhia americana Ooyala e recentemente se juntou ao time fundador da Lemon." Quando terminou a faculdade, Pesce se mudou para o Vale do Silício, "onde se respira empreendedorismo."

 Bel Pesce dá diversas dicas sobre como começar uma empresa e os cuidados que se deve ter ao tomar certas decisões, sempre ressaltando que empreender não é fácil. Mesmo falando sobre empreendedorismo, todas essas dicas são essenciais e cruciais para qualquer pessoa que deseje crescer profissionalmente e pessoalmente também. É incrível e inspirador o modo como ela explica todas essas dicas, pois te prende até o fim e, ao mesmo tempo, faz com que você queira - imediatamente - parar para pegar um papel e um lápis e traçar objetivos loucos e incrivelmente altos em sua vida.

O livro todo é lindamente ilustrado e organizado em tópicos com pouca leitura em cada um deles, mas com muito aprendizado em cada palavra combinada - tornando-o fácil de ler. Só de sabermos um pouco sobre toda a trajetória profissional de Bel Pesce e relacioná-la com a sua jovem idade, é claro perceber que ela é persistente e muito corajosa por ter saído de sua zona de conforto e lutado pelo que ama. E a paixão pelo que ela faz é constantemente retratado no livro. A cada palavra, você absorve o carinho e a atenção que tem ao falar sobre sua profissão.

Sobre isso, Bel diz que é de extrema importância amar o que você vai fazer futuramente, pois assim, você conseguirá reagir aos erros que cometerá no futuro e voltar 100% para o próximo desafio. E os erros serão muitos para um empreendedor; mas embora você pense que isso não é um bom sinal, Bel diz que é de extrema importância para qualquer um, pois a partir desse erro, você crescerá e aprenderá a não cometê-los novamente. Em suas palavras, "errar não tem problema, desde que gere um conhecimento que pode ser aplicado para melhorar sua empresa e acelerá-la na direção positiva.". Uma grande novidade que tirei em relação à isso, foi quando ela diz que se sua empresa não está errando, é porque você não está se arriscando o suficiente e, por consequência, sua empresa não crescerá.

Ter humildade. Este é um dos curtos tópicos presentes no livro, mas extremamente inspirador. E outra que causou grande impacto para mim, foi a de sair da zona de conforto e se propor a cometer riscos, independentemente se vai levar um "sim" ou um "não". Para o pessoal, ir à lugares diferentes e fazer coisas diferentes, te ajudará a crescer e aprender coisas novas - sair da zona de conforto. E não ter medo de errar, cometer riscos e aprender com os possíveis erros. Tudo isso fará com que você aprenda sobre qualquer coisa que seja e também sobre si mesmo. Você se conhecerá melhor.

É visível a força de vontade que Bel Pesce tem. É visível sua curiosidade e sua (imensa) ansiedade em aprender. E é incrível ver aonde ela chegou com sua própria força. Tudo só dependeu dela e de sua imensa paixão pelo que faz. Com todas as outras dicas - ela também recomenda a leitura de alguns livros e sites que a inspiraram e inspiram -, é visível perceber o quanto ela conseguiu aprender durante toda a sua trajetória profissional. E com toda a sua extrema humildade, Bel Pesce sabe reconhecer que não foi sozinha que ela conseguiu chegar onde está hoje. Foi com o diálogo com outras (milhares de) pessoas e com a absorção de suas experiências, que ela conseguiu o que tanto almejou. Essa brasileira vai (muito) longe.

PorBella.

E é com este post não planejado - mas que acabou saindo por muita inspiração que absorvi em "A menina do Vale" - que digo "Adeus!" à 2012 e digo "Vem ni mim, 2013!!!". :D